+

Parar, REparar e Respirar

  • 03:30 PM
  • Rua S. João Bosco, 349 | 4100-531 Porto

Mindfulness, artes expressivas, sabedoria do corpo

Parar para reparar: aprender a conhecer-se na relação do corpo com o espaço, consigo próprio e com os outros, explorar o movimento e a imobilidade, respirar com o corpo todo, escutar os sons envolventes, sentir os pés a tocar o chão, as mãos a compor música no ar… Saborear o momento. Revigorar o corpo e a mente, dar voz à alegria genuína, à calma e à gratidão. Cultivar a atenção e aprender a usá-la no dia-a-dia, como ferramenta inestimável em cada segundo que passa.

Treinar a mente, meditar com o coração.

Brincando e refletindo, criando e recriando estórias, desenvolvemos o foco e a concentração, tomamos consciência das escolhas, aprendemos a regular emoções e a ser mais felizes.

 

ATIVIDADES

Jogos de relação com o corpo e com o espaço, relação com os outros e  consigo próprio, confiança, concentração e apuramento de sentidos.

Exercícios de yoga.

Vivências de silêncio (parar para reparar): observar,  escutar, sentir  e respirar – meditação guiada, meditação centrada na respiração.

Técnicas de observação e regulação das emoções.

 

 

Próximas datas: 20, 27 de Outubro, 10 e 17 de Novembro

Horário: 15h30 – 16h30 (6-9 anos)
17h00 – 18h (dos 10-14 anos)

Inscrições: por formulário

Contribuição €40 as 4 sessões (+ €20 por criança da mesma família)

Este programa é inspirado no currículo MindfulSchools

 

Facilitadoras

13501728_10208091913727430_3266391810239012740_nIvone Ruth Anes de Almeida

Colaboradora do BOA (Bombarda Oficinas de Artes), e do Serviço Educativo da Fundação de Serralves; dinamiza oficinas criativas de leitura, escrita e expressões integradas em escolas, associações e outros espaços; foi atriz e professora de Português e de expressão dramática. Pratica meditação e yoga há vários anos e tem vindo a dinamizar, em colaboração com o CBP, o projeto Parar, Reparar e Respirar que se propõe divulgar e desenvolver  técnicas  minfulness para crianças e adolescentes.

 

 

Filipa Mora Facilitadora em oficinas criativas para crianças e adultos, onde o silêncio, a palavra, o som e o corpo são os veículos para e do imaginário. Professora de yoga e Animal Flow®, criativa e artesã da comunicação, respira as práticas contemplativas e o movimento consciente. Abraça o yoga desde 2009, respira a contemplação e a poesia. Apaixonada e terapeuta Ayurveda, com especial interesse no diagnóstico e nutrição, partilha um espaço de Yoga e Ayurveda, nos Aliados, o GingerYoga.

Colabora com o BOA, desde 2010, em oficinas criativas para crianças e participa no Atria Yoga, projecto inovador em Portugal, de aulas de yoga online e conteúdos para o bem-estar, em português.

 

 

Susana Neto Batista

Susana concluiu o 5º grau de violino na Academia de música de Santa Maria da Feira. Licenciada em Engenharia e Gestão Industrial pela Universidade de Aveiro, trabalhou 18 anos como Analista de Sistemas em SAP. O contexto que viveu durante esses anos, contrastava com a sua natureza, e procurou o yoga, o mindfulness e a arte. Aprofundou o Mindfulness no Centro Budista do Porto e fez uma pós-graduação em ilustração pela ESAG.

Vive rodeada de crianças e, naturalmente, começou a transmitir-lhes as técnicas de mindfulness que tinha adotado para si. É facilitadora de Meditação e mindfulness para crianças e yoga para bebés e crianças, certificada pela escola Yoga Family.

É artista têxtil, contadora de histórias com aguarelas e bordados livres à máquina. As aguarelas transmitem a leveza através das suas transparências e os tecidos bordados fazem uma ponte com as nossas raízes, lembrando-nos quem somos.

Trabalha com o projeto Arquivo de memória, registando em vídeo histórias de vida, para que o essencial seja preservado e para que as pessoas sintam que as suas vidas têm muito valor.

O seu sonho é que as crianças que apoia mantenham, ao longo da vida, o encanto pelo que as rodeia.