+

Desenho e pintura contemplativos

  • 03:00 PM
  • Rua S. João Bosco, 349/357 | 4100-531 Porto
  • 910779337, 226102529

 

CursoDesenho1

Partindo de momentos de experiência contemplativa, ao longo destas sessões:

–  Procurar-se-á explorar o uso de diferentes ferramentas e desenvolver técnicas de desenho e pintura que permitam a expressão individual de uma forma plasticamente apelativa. Cada um irá descobrir a forma, material e técnica com que melhor e mais agradavelmente consegue expressar-se. Poderá mesmo descobrir os seus temas preferenciais e um alfabeto de símbolos pessoais.

–  Iremos, como é claro, explorar as características naturalmente contemplativas do ato de desenhar e/ou pintar.

Não se pretende, com este curso, aprender a desenhar o real – desenho à vista – mas sim encontrar uma forma de expressar o nosso mundo interior.

O curso irá funcionar em pequenos grupos, o que possibilitará um acompanhamento bastante personalizado.

Público alvo: adultos com ou sem experiência artística ou meditativa

Duração das sessões: 2h00/2h30

Datas: 14 e 21 de Abril, 5 de Maio

Horário: das 15h às 17h00/17H30

Preço:  €40 as 3 sessões ( ou 15€/sessão)

Formador: João Sá

Nota: é fornecido o material

Para se inscrever use por favor o formulário

é possível inscrever-se só num workshop

João Sá Nasceu em Vila Nova de Gaia em 1970. Muito cedo iniciou uma procura pessoal que integra meditação e práticas artísticas.

Ainda jovem, tornou-me amigo e voluntário frequente da Casa de Santa Isabel, Instituto de Pedagogia Curativa inspirado por Rudolf Steiner, onde encontrou nas práticas  de agricultura Biodinâmica, arte-terapia e trabalho com deficientes mentais e educação Waldorf, inspiração para um caminho pessoal de Meditação na Ação e na Arte.

Com 21 anos viveu na Communauté de l’Arche criada por Lanza del Vasto, um discípulo direto de Mahatma Gandhi – uma oportunidade de viver a Simplicidade Voluntária e Meditação no quotidiano.

Ao entrar em contacto mais profundo com o budismo, tomou refúgio junto de Ringu Tulku Rinpoché (em 2005), interessando-se especialmente pelo diálogo e complementaridade entre os Budismos Zen e Tibetano. Participou em cursos, retiros e ensinamentos destas tradições, com especial ênfase em retiros de silêncio. Em 2007 fez o  Retiro Vipassana de 10 dias, em 2008 viveu durante quatro meses no Centro Rio Ganges em Recife, mantendo uma prática pessoal de meditação e meditação através da arte, em diálogo com António Guinho. Frequentou as práticas diárias matinais do  Centro Zen de Recife Seirenji e as práticas semanais do grupo ligado ao Lama Padma Samten (Budismo Tibetano).

A partir de 2008 com o apoio intensivo de António Guinho, Tsering (Bodhicharya Portugal) e Margarida (Centro Budista do Porto), alicerçado nas fermentas de meditação na ação do mestre Thich Nhat Hanh, cria as suas próprias formas de meditação através da arte: Mandala Comestível e, com Susana Correia, TerrAbraço e SilenciArte.

Foi cofundador da Sangha Zen Camélia Branca e nos últimos anos é particularmente inspirado pela tradição do zen vietnamita de Thich Nhat Hahn. Em 2015 tomou os Cinco Treinamentos da Mente formulados por Thich Nhat Hanh, estabelecendo uma relação com a dificuldade em abraçar este ideal tão vasto e exigente.

A pedido dos seus professores mais próximos, orienta regularmente práticas de meditação e Plena Consciência desde 2010.