+

Blog

Como Começar?

Categories: Notícias,Textos

10 conselhos a principiantes

Quando surge o interesse pela prática e estudo do Budismo, é muito comum não saber por onde começar. Algumas informações para facilitar o início do caminho:

1 Leia uma boa introdução ao Budismo. Um livro simples, por exemplo, O Pensamento Budista, de Chris Pauling, ed. Presença. Ou um livro um pouco mais complexo, mas de referência, O Ensinamento de Buda, de W. Rahula, ed. Estampa. Infelizmente pode já não encontrá-los à venda, mas com alguma sorte… Aconselhamos também vivamente a leitura de As Quatro Nobres Verdades, uma leitura que consideramos obrigatória, mas mais do que uma leitura, é uma meditação e um pôr em ação.

Ou ainda, também online, pode encontrar um artigo do Lama Padma Santem, uma breve introdução ao Budismo.

2 Por quê praticar? Analise a sua motivação. A motivação é o primeiro passo. E o segundo.

3 Faça uma visita a um centro. Conheça praticantes e pratique com eles. O ideal é frequentar uma prática pelo menos uma vez por semana. No CBP, temos meditação semanal (escolha o horário ou grupo aqui). Temos também um encontro mensal, a Manhã de Plena Consciência, no primeiro domingo de cada mês, uma excelente forma de praticar e partilhar com um grupo.

4 Quando possível, inscreva-se num curso de introdução ao Budismo. Organizamos cursos no nosso centro, mas também há cursos online no site E-Dharma.

5 Há imensa informação online. O perigo contudo pode ser a dispersão. O Acesso ao Insight tem um manancial de informações e ensinamentos. A tradição do Budismo da Floresta tem livros traduzidos que pode descarregar. Através de vídeos do You Tube pode também aprender muito. Mais uma vez, o perigo pode ser a dispersão. Escolha conscientemente. Colocámos online um ensinamento completo, A Liberdade de Fazer uma Escolha Diferente, com Tsering Paldron que pode achar útil. Outras sugestões:  Khandro Rinpoche, Mingyur Rinpoche, Tendzin Palmo, Monja Coen….

6 Algum conhecimento teórico do budismo é importante para nós ocidentais, mas não esqueça que o Budismo é essencialmente uma prática: “Evita o que é prejudicial, pratica o bem, purifica a tua mente”.

7 Para se iniciar na meditação, frequente um curso de introdução, organizado regularmente pelo CBP.

8 Ouça ensinamentos de um mestre ou professor budista… ao vivo! No CBP organizamos periodicamente palestras, cursos, retiros. Não os deixe passar. Aplique os ensinamentos à sua vida. Veja se faz sentido.

9 Aprofunde a sua prática participando em algum tipo de prática mais longa, como um retiro. Não é necessário ser budista ou tornar-se budista para participar nestas actividades.

10 Por vezes não interessa muito por onde se começa, o que interessa é dar um primeiro passo. E não tem de correr 🙂